Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Marcos Resende Poemas

Marcos Resende Poemas

Poema Que Ia Ser Protesto

Índice Poema ◦ Índice Geral


Erguendo a taça baça em brinde fraternal

o negro abraça o branco.

Lá fora, a noite negra é de notória inércia.
Monotonia fria.
Vento a zunir no zinco.
Monótona matraca.

Erguendo a taça baça
o branco abraça o negro em brinde fraternal.

Porém, agora, fora, o clima é calmo e cálido.
E vê-se, enfim, brotar da esbranquiçada bruma,
brilhante e branca a lua a se integrar na noite.

São Paulo, 1966

Índice Poema
 ◦ Índice Geral

Poemas

  •  
  • Pesquisar

     

    Marcos Resende