Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Marcos Resende Poemas

Marcos Resende Poemas

Solução Pacífica???

Índice Poema ◦ Índice Geral

 

Guerras quentes
Guerras frias
Agitações
Assassinatos políticos
Amores políticos
Crianças políticas


E a inexplicável calma de quem só assiste.

Fomes
Mortes
Mortes de fome
Fomes de morte
Fome de mortes
Mortos de fome


E a impassível calma do bom burguês

O povo sofrendo
O povo sem terra
O povo com fome
Criança nascendo que é um não se acabar
E moço morrendo
E velho morrendo
Criança morrendo


E o desconcertante silêncio de quem vê tudo por televisão

E o que faço eu?
Gritar?
Chorar?
Matar?
Sumir?
Quebrar esta calma?
Romper o silêncio?

ou então...
... simplesmente escrever um tratado sobre "a influência das novelas de rádio e televisão no aumento de impassibilidade e acréscimo de lágrimas do povo brasileiro"?

 

São Paulo, 1966

Índice Poema ◦ Índice Geral

Poemas

  •  
  • Pesquisar

     

    Marcos Resende